A Instituição Teresiana afirma que o seu único fundamento é Jesus Cristo. As vidas dos seus membros estão focadas em Jesus, que é a sua força o seu modelo na transformação do mundo na qual participam. Como S. Pedro Poveda disse, a missão da Instituição Teresiana surge do mistério da Encarnação, que oferece o caminho seguro para viver em Deus com toda a plenitude da nossa humanidade.

O modo como os membros da Instituição vivem na sociedade, dispersos de acordo com as necessidades e por vezes longe uns dos outros, é inspirado no modo como os primeiros cristãos viveram nas sociedades pagãs. Eles trabalharam com outros na construção do bem comum enquanto irradiavam a sua fé. Permitindo que a Palavra de Deus os guiasse, celebravam a Eucaristia e viviam de um modo especial. Como São Pedro Poveda disse, “Vocês devem ser exteriormente como qualquer outra pessoa, mas notáveis pela santidade das vossas vidas”.

Poveda também quis que os membros da Instituição evangelizassem como os primeiros cristãos, e que usassem os mesmos meios para transformar a sociedade: oração, sacrifício próprio, trabalho árduo, respeito pela lei, diálogo e colaboração com outros.

A oração e o estudo são dois modos essenciais para os membros da Instituição Teresiana crescerem na fé e no compromisso na sociedade como crentes. Eles ajudam-nos a ler os sinais dos tempos e a colaborar na construção de um mundo mais humano.

A profunda fé de Maria, a Mãe de Jesus, tem sido também especialmente honrada na Instituição. O apreço pela sua fé, entrega pessoal e fortaleza, tem sido desde o início uma característica distintiva da Instituição Teresiana.

Foi um desejo de S. Pedro Poveda que os membros da Instituição Teresiana se inspirassem em Santa Teresa de Jesus (Ávila) para um vida profundamente humana e toda de Deus.